Como procrastinar produtivamente

Um dos maiores problemas de (basicamente) todo mundo é a procrastinação. Você com certeza já passou por isso: aquele sentimento quando você tem que fazer algo muito importante e, mesmo se martirizando por dentro, enrola olhando o Facebook, a geladeira, zapeando canais na TV, etc.

Para escritores e escritoras, a procrastinação pode se misturar ao famoso bloqueio de escrita, o que costuma resultar em livros engavetados, contos inacabados, revisões pela metade… E o pior: aquela eterna sensação de que você está se boicotando, que deveria fazer alguma coisa útil e aquela culpa por sempre deixar coisas importantes para depois.

A procrastinação faz parte da natureza humana e até pode ser benéfica, em doses homeopáticas.Porém, em grandes medidas, costuma atrapalhar todo o seu projeto de vida – ou, pelo menos, a sua carreira. Por isso, essa semana vamos dar uma dica que nos salvou da areia movediça da procrastinação e nos ajudou a conciliar nossos projetos literários, nossa vida acadêmica e profissional.

Em primeiro lugar, gostaríamos de deixar claro que não criamos essa técnica fantástica de procrastinação produtiva. Encontramos em um site no começo de 2014, mas infelizmente não salvamos o link para citar a fonte original. O cara que a criou (lembramos que era um cara) era um professor universitário norte-americano que, segundo contou, vivia perdendo prazos importantes porque não conseguia parar de procrastinar. Até que teve a brilhante ideia de procrastinar uma coisa importante com outra menos importante (mas não inútil).

A ideia se baseia no conceito de que os procrastinadores evitam ao máximo fazer a coisa mais importante que precisam fazer. Por isso, ele propõe que você faça uma lista de todas as coisas que tem para fazer, da mais importante para a menos importante – mas que, ainda assim, precisa ser feita. Por exemplo, um escritor ou escritora escrevendo um livro poderia ter uma lista assim:

  • Acabar o novo capítulo
  • Fazer um trabalho para a faculdade
  • Pensar na estrutura de uma instituição que os personagens irão visitar mais para frente no livro
  • Escrever uma postagem para o blog
  • Responder e-mails relacionados a trabalho
  • Procurar na internet concursos literários
  • Lavar a louça

Para evitar fazer a coisa do topo da lista (escrever o novo capítulo), opte pelas coisas mais baixas, como, por exemplo, procurar na internet concursos literários. Quando cansar de procurar coisas na internet e quiser procrastinar isso, passe para outro item da lista, e assim por diante. Eventualmente, a tarefa principal (escrever o novo capítulo) vai parecer interessante – e o restante das coisas estarão feitas ou, pelo menos, muito adiantadas.

O professor explica que isso ocorre pois pessoas procrastinadoras se consideram incapazes de fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Por isso, têm listas de afazeres que só incluem coisas muito importantes, e por isso acabam fazendo nada.

Para a gente, a técnica funcionou. Tenta em casa e conta se funcionou para você, também =)

Anúncios
Esse post foi publicado em Teoria e Técnica e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s