Como criar sociedades – Populações, história e culturas

Na postagem da quarta-feira da semana passada, demos um pequeno guia de como construir fisicamente seu cenário. Agora que você já tem um mundo pronto, chegou a hora de povoá-lo.

Todas as pessoas que escrevem desejam contar algo. Em geral, sobre alguém ou alguma coisa. Então, armado de sua premissa, o escritor ou escritora já possui alguns pressupostos sobre seu mundo, que o ajudaram até aqui. Quase sempre Isso significa que já se tem, ao menos em linhas gerais, um ponto de chegada.

É importante considerar que o ambiente possui uma forte influência na formação das primeiras sociedades. Em geral, as sociedades mais antigas se desenvolveram em lugares férteis ou próximos de grandes volumes de água, como rios, lagos, mares internos ou o oceano. O ambiente físico é crucial na formação dos aglomerados populacionais, na formação histórica cronológica e no desenvolvimento cultural.

Para trabalharmos melhor, colocamos algumas definições próprias, baseadas em nossas leituras e aprendizados.Assim, definimos espécies conscientes como todas aquelas com nível de cognição suficiente para formar uma cultura.

População é qualquer agrupamento pacífico de seres conscientes em determinada área ou região. Uma espécie pode ter diversas populações, da mesma forma que diversas espécies podem formar uma mesma população, havendo coexistência.

Usamos aqui o conceito de cultura como o complexo de relações de construção de conhecimento, crenças, arte, moral, leis, costumes e outros hábitos e capacidades adquiridos e transmitidos por uma espécie (ou mais espécies conscientes) como membros de uma sociedade.

Nesse post, trataremos sobre esses aspectos da formação social do cenário.

Populações

A primeira coisa a se pensar quando se deseja povoar um mundo é em quem vive nele e há quanto tempo está ali. Trata-se, aqui, dos seres conscientes que formam os diversos povos que existem. Alguns mundos possuem apenas humanos, outros uma vasta coleção de seres inteligentes.Para ajudar nesse processo, trouxemos algumas perguntas que podem servir de guia para cria-los e desenvolvê-los:

– Há quanto tempo o mundo é habitado?

– Seus habitantes são humanos, ou existe algum outro tipo de espécie consciente?

– Os humanos ou essas outras espécies possuem uma origem mística ou evoluíram naturalmente?

– Se a origem é mística, quem as criou e com que intuito?

– Se a origem é evolutiva, como evoluíram tão distintamente? O que as separou e permitiu essa evolução paralela?

– Onde foi a origem de cada espécie consciente? Onde o mundo foi habitado primeiramente?

– Existe alguma espécie superior em algum sentido ( predatória, agressiva, evoluída)?

– Algum acidente geográfico divide as populações (sejam da mesma espécie ou de espécies diferentes)? De que forma?

– Existiram fluxos migratórios significativos? Como e por que ocorreram?

– As espécies conscientes do cenário já se encontraram? Qual a relação natural entre elas?

– Existe briga por território entre as espécies, raças ou populações da mesma espécie?

– As populações são nômades ou sedentárias?

– Quais as características físicas, sobrenaturais e/ou psicológicas – no que for aplicável – de cada população, raça ou espécie?

Essas perguntas ajudarão a situar dentro do cenário físico a origem de cada espécie e seu lugar geográfico original. Também ajudarão a definir quem são as espécies e seus traços principais.

Culturas

As culturas são a rede de relações em que as populações estão inseridas. Representam o aprendizado e a história de um povo ou sociedade.

As características físicas de seu mundo podem influir nas culturas. Isso ocorre principalmente no início de suas formações. Por exemplo, um agrupamento de pessoas que viviam no topo de montanhas terá costumes e práticas diferentes de outro que viva em um pântano. É comum que as civilizações comecem a florescer nos lugares com mais recursos e que isso influencie em sua formação.

Ao mesmo tempo, principalmente com o desenvolvimento técnico (seja ele místico ou científico), esses agrupamentos podem moldar o mundo para adequá-lo aos seus interesses. A mudança não precisa ser necessariamente drástica, mas a medida que as sociedades crescem e se desenvolvem, elas tornam-se cada vez mais ostensivas.

Assim, alguns elementos para você pensar sobre culturas são: como o ambiente físico influenciou os costumes de cada povo? Alguma das culturas provém de culturas anteriores? As culturas dos diversos povos têm traços em comum?

E, de povo a povo, você pode refletir sobre algumas questões. Separamos em categorias e demos alguns exemplos.

História:

– Como se formou essa cultura?

– Qual sua origem mitológica?

– Há quanto tempo essa cultura existe?

– Em que momento histórico ela se desenvolveu?

– Quais os motivos de seu desenvolvimento?

– Quais os principais acontecimentos históricos lembrados?

– Quem são as figuras históricas famosas?

Sociedade:

– Quantas espécies formam esse povo? Elas convivem pacificamente?

– Quais os costumes do povo?

– É uma sociedade matriarcal ou patriarcal?

– Qual a sua relação com leis?

– E com a moral?

– A quais valores esse povo se liga (por exemplo, honra, liberdade, etc)?

– Eles tem dizeres ou anedotas populares?

– Como é a relação com idosos e crianças?

Economia:

– Qual a forma de organização econômica?

– Qual a principal fonte de economia?

– Existe moeda?

– Qual o nome e de qual material é feita?

– Existe desigualdade social decorrente do acesso a bens?

– Como é a mão de obra (escrava, assalariada, não existe produção em escala)?

Política:

– Qual a forma de organização política?

– Qual a relação entre política e religião?

– Como se dá a sucessão de líderes (caso existam)?

– Quem faz as leis?

– Quem as aplica?

– Existe desigualdade social decorrente de privilégios políticos?

Religião:

– Quais os fundamentos e dogmas da religião?

– Qual a relação entre religião e política?

– É monoteísta, politeista, ou se baseia numa crença na força pessoal, por exemplo?

– A relação entre o fiel e o Deus(es) é mediada por uma instituição (como a Igreja, por exemplo)?

– Quais são os principais ritos?

– Qual a relação com o nascimento e a morte?

Dentro dessa lógica você também poderá pensar a educação, a moda, os esportes, a culinária, a arquitetura e outros. As possibilidades são inúmeras, e quanto mais detalhes você acrescentar, mais verossímil serão as culturas de seu mundo.

Idiomas

Um elemento muito importante de uma cultura é o idioma falado pelo grupo. É essencial que você pense esse aspecto, porque a língua irá definir a unidade dos nomes das personagens que pertencem a uma mesma população e cultura, e não existe nada que dê um ar mais falso a uma história do que nomes que não fazem sentido entre si. Imagine, por exemplo, que numa mesma vila chamada Arco Verde, existe um John Hardchoice, uma Bellaryna Sexynseha, um Felipe Arturius e um R’ht Fcn’m. A não ser que você tenha uma ótima explicação para isso, não dá.

Como sempre repetimos, você não precisa ser o Tolkien e criar um idioma. Porém, é interessante que você construa elementos em comum para uma determinada língua – essa língua usa muito as consoantes M, N e T, mas apenas a vogal U, e assim por diante.

Uma outra dica é escolher como base um idioma da vida real. Por exemplo, você decide basear uma língua em italiano. Com uma rápida pesquisa na internet, você pode ver como é a construção de frases e estrutura nesse idioma, e pode até encontrar nomes usados na idade média e usá-los diretamente na sua história.

E lembre-se: um idioma não precisa ser necessariamente falado. Libras, por exemplo, é um idioma oficial no Brasil, totalmente baseado em sinais. Silbo, uma língua falada em La Gomera, na costa da Espanha, é uma língua assobiada. Khoisan, falada em alguns países africanos, junta sons ao estalar da língua.

Esperamos que essas dicas ajudem a tornar seu mundo mais complexo e colorido. Tenha uma boa semana e continue escrevendo fantasia!

Anúncios

Sobre Bruno Vial

Geek, fotografo, escritor, mestrando, besta e mentiroso. Tentando por mil caminhos.
Esse post foi publicado em Teoria e Técnica e marcado , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s